Planejamento 2022: Como se preparar

Planejamento 2022 Como se preparar

Por Renzo Veigas

Estamos na reta final de 2021, um ano em que houve reabertura presencial de muitas empresas: lojas reabrindo e o comércio reaquecendo. Mas quais são as mudanças que nos aguardam em 2022? Sua empresa está pronta para as vendas no próximo ano?

Vimos nos últimos tempos que não se preparar para os cenários futuros pode nos deixar para trás em relação à concorrência que se preocupa com esse planejamento.

Um exemplo de uma falta de planejamento foi o case da Blockbuster, onde a empresa não se planejou para digital e só tinha pontos de venda físicos. Imagine isso no cenário atual pós pandemia. O que a Blockbuster deveria ter feito era analisar as oportunidades que estavam crescendo no mercado e como os concorrentes estavam atuando.

O planejamento de vendas é essencial para o sucesso da área comercial da sua empresa. Ser extremamente habilidoso com vendas ou ter um produto altamente competitivo com uma loja muito bem estruturada não garantem seu sucesso.

O planejamento estratégico é a base para o sucesso de uma empresa, ele auxilia indicando onde focar energia, recursos e atenção em ações que te levem a um objetivo bem definido. Sem planejamento, as chances do negócio ser levado pelas inúmeras distrações do dia a dia são grandes e te atrapalham de chegar no seu objetivo.

Existem três tipos de planejamento essenciais para todas as empresas:o estratégico, o tático e o operacional. O planejamento estratégico é o plano que direciona o “porquê” e o “quando” das ações da empresa. O planejamento tático indica “onde” e “como” as ações serão executadas. O planejamento operacional determina “o que” vai ser feito, e muitas empresas podem contar com MR16 para cuidar desse planejamento.

Não existe uma receita que sirva para todas as empresas, cada uma tem características únicas. Antes de optar por uma metodologia de planejamento, é necessário analisar cada técnica até ter uma ideia firme a respeito da qual é mais apropriada à natureza do seu negócio.

Para identificar uma metodologia aceitável é necessário levar em conta certos aspectos como: porte da empresa, estágio de vida, dinâmica do mercado no qual ela atua, rotatividade de funcionários, faturamento, crescimento ou diminuição e medidas de desempenho.

As 5 etapas do planejamento

Para elaborar um planejamento estratégico, 5 etapas devem ser seguidas: Diagnóstico, Diretrizes Estratégicas, Metas e Indicadores, Projeto e Processos e Controle e Gestão.

O Diagnóstico é a etapa onde as forças e as fraquezas do seu negócio são analisadas juntamente com as oportunidades e ameaças do mercado, a tão falada matriz SWOT. Para analisar esses dados, é necessário levantar o máximo possível de informações atualizadas.

Na etapa das Diretrizes Estratégicas é preciso construir um mapa estratégico com as perspectivas e os objetivos estratégicos que você busca atingir para a sua empresa. Contudo, tenha em vista que seus objetivos precisam estar ligados com a missão, com a visão e com os valores da sua empresa, mostrando para seus clientes e colaboradores que você mantém presente na cultura da empresa o compromisso para atingir os objetivos previamente estabelecidos.

A etapa de Metas e Indicadores tornam mais tangíveis para os funcionários os objetivos da empresa e como o trabalho de cada um pode ajudar a atingir esse objetivo. Os principais indicadores de desempenho que as empresas bem sucedidas adotam são os seguintes: o Indicador de lucratividade onde se calcula o percentual de lucro sobre o faturamento da empresa; O Indicador de valor do ticket médio que mostra como funciona a dinâmica de vendas e pode ser acompanhado de 3 formas: por venda, por cliente e por vendedor; O Indicador de taxa de sucesso em vendas auxilia os gestores e empreendedores a entender qual é o número de sucessos em cada negociação realizada pela empresa. Ele pode ser medido ao estabelecermos uma relação entre a quantidade de vendas que foram efetivamente realizadas e a quantidade total de oportunidades que foram criadas em um determinado período.

A etapa de projeto e processos serve para detalhar as ações que serão executadas, as previsões de datas de implementação e quais funcionários serão responsáveis por elas. Cada um destes projetos e processos devem ser vinculados aos objetivos estratégicos e também é importante definir a ordem na qual eles serão executados.

Por fim, a etapa de controle do que foi implementado e gestãodas ações definidas. Nessa última etapa, é necessário realizar reuniões periódicas de avaliação e acompanhamento de todo o planejamento, incluindo das metas, projetos e processos. As métricas funcionarão como bússolas para as empresas chegarem ao seus objetivos. A revisão também é importante, pois, uma vez que os objetivos estratégicos, as metas e os planos de ação não se apresentam mais como soluções positivas, é necessário recomeçar e refazer os objetivos.

Se planejar não é uma ação custosa e sim um investimento indispensável para qualquer empresa. Se programar e estar atento a mudanças de mercado coloca sua empresa em outro nível, deixando para trás qualquer outra empresa que não se preocupa com seus objetivos e metas

Gostaria de ter estratégias semelhantes aplicadas à sua empresa?

Fale com um de nossos consultores para saber como podemos gerar mais resultados para sua empresa.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *