Plano de Negócios ou Effectuation – qual modelo adotar?

Effectuation

O modelo de gestão de um negócio é uma das primeiras coisas a serem definidas no planejamento de uma empresa. O mais conhecido é o Plano de Negócios, o qual planeja todos os passos da empresa. Outro modelo que vem ganhando espaço é o Effectuation, que aposta no improviso e flexibilidade da gestão.

Esses dois modelos são praticamente opostos. Por isso, é importante saber os princípios de cada um. Dessa forma, você vai conseguir definir o melhor para o negócio que está desenvolvendo.

Plano de Negócios

O Plano de Negócios trabalha com cenários futuros e projeções. Para isso, é essencial ter em mente quais os objetivos e metas para o curto, médio e longo prazo da empresa.

Todos os objetivos e metas devem ser claros para que seja possível fazer uma projeção de cenários, sejam eles favoráveis ou não. Com isso, é possível enxergar possíveis ameaças e oportunidades.

Além disso, a projeção permite que a empresa crie planos estratégicos para enfrentamento de possíveis crises e dificuldades. Também é possível evitar o desvio das metas através da projeção. Isso acontece devido a visão macro que se tem da empresa.

Para o Plano de Negócios, é importante também realizar uma pesquisa de mercado e uma análise da concorrência. Entender o comportamento do consumidor e como o setor que você vai trabalhar é influenciado pela macro economia são pontos essenciais para traçar um planejamento de longo prazo.

Ademais, estar ciente do comportamento e inovações da concorrência auxilia na atualização das metas e objetivos do seu Plano de Negócios. É importante atualizar o seu planejamento de acordo com as mudanças que o mercado sofre.

Effectuation

Esse modelo foi desenvolvido pela professora Saras Sarasvathy, da Darden School of Business, na Universidade de Virginia (EUA), no final da década de 1990. Ela desenvolvei o Effectuation enquanto realiza sua pesquisa de pós-graduação.

Sarasvathy, ao longo de seu projeto acadêmico, constatou que os empresários trabalhavam bastante com o improviso e a flexibilidade nos objetivos. A partir disso, ela desenvolveu o Effectuation que se baseia em 4 perguntas básicas:

  • Quem eu sou?
  • O que eu sei fazer?
  • Quem eu conheço?
  • Quais recursos eu tenho?

Essa análise da situação atual do empreendedor que mostra a ele quais são as oportunidade de empreendimento que tem. Isso significa que o empreendedor deve trabalhar com o que tem aqui e agora. É necessário esquecer as projeções e focar no presente.

Esse modelo tem 5 princípios básicos:

Pássaro na mão

Esse princípio é justamente o empreendimento com aquilo que se tem disponível. O empreendedor deve executar seu negócio com o que tem e essa deve ser sua única preocupação.

Perda acessível

Com a compreensão daquilo que se tem disponível para empreender, você sabe os riscos que corre com o empreendimento que pretende. Exatamente por isso, você investe com aquilo que pode arcar.

Limonada

É importante que você lide da melhor forma possível com as dificuldades que surgirem no caminho. O enfrentamento deve ser feito na base do improviso e da inovação!

Manta de retalhos

Você deve procurar por parceiros que queiram ajudar na construção de seu empreendimento! Ao fazer isso, você melhora a gestão e capacidade de seu negócio através do trabalho em equipe.

Piloto de avião

O seu foco deve estar somente naquilo que está dentro do seu alcance. Por isso, previsões não são interessantes. Elas retiram o seu foco da situação atual e dão destaque a coisas que fogem do seu controle.

Qual modelo adotar?

Os dois modelos apresentados têm seus pros e contras. O importante é entender com qual modelo você e sua equipe trabalham melhor!


Leia mais:

Entendendo o cliente: o culto à marca – MR16

Inteligência Artificial: futuro inevitável para as empresas – MR16

Gostaria de ter estratégias semelhantes aplicadas à sua empresa?

Fale com um de nossos consultores para saber como podemos gerar mais resultados para sua empresa.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *