Podemos começar 2020?
março 2, 2020 Marcelo Reis
Podemos começar 2020

Podemos começar 2020?

Carnaval passou, ou seja, o ano começa hoje para a maioria das pessoas. Entretanto, 2 meses já se foram e ao final deste mês de março, 25% do ano de 2020 já terá passado. O que você realizou nos últimos 2 meses?

Réveillon, Carnaval, chuvas e alagamentos por todo o país, coronavírus, eleições municipais… O que nos aguarda ainda em 2020?

E a grande pergunta que fica é, como será o restante do ano? E o que posso fazer para melhorar?

Início de 2020 – oportunidades x desvantagens

Por mais que se tente remar contra a correnteza, a verdade é que o ano realmente só começa após o carnaval. As tentativas para se agendar ações comerciais sempre esbarram em pessoas de férias ou com a famosa frase: “vamos conversar após o carnaval”.

Felizmente, na MR16, conseguimos remar um pouco contra a correnteza e estamos realizando ações que foram iniciadas em novembro e dezembro de 2019, graças um bom planejamento estratégico.

E assim nosso país caminha para praticamente 3 meses de hiato, que inicia com as férias de dezembro e termina após o carnaval.

O que isso significa? Que nosso tempo para ganharmos o ano e batermos nossas metas fica restrito a 75% do ano. Um grande desperdício de tempo e esforço.

Início de ano Brasil x EUA

Quando eu trabalhava em uma multinacional, admirava o planejamento dos americanos.

Eles iniciavam seu período de férias ao final de novembro, quando começa o feriado de Ação de Graças, onde é o tempo de juntar a família e começar a decoração de natal e ano novo.

Dezembro era um mês mais tranquilo, com compras e celebrações. E, quando o Ano Novo passa, o pé no acelerador deles já inicia.

Ou seja, eles descansam e estão prontos para iniciar um ano novo, no dia 2 de janeiro.

Grosseiramente falando, se estivéssemos numa corrida com eles, neste momento estaríamos começando a correr e eles já teriam corrido praticamente um terço do circuito, ou seja, a chance de vencê-los seria muito pequena, o que retrata a nossa realidade.

Início de ano no Brasil – todo ano a mesma coisa…

Mas voltemos a 2020, já que o nosso ano no Brasil começa hoje “não-oficialmente”, já passamos e estamos passando por um ano que, assim como estamos acostumados, vem repleto de chuvas e inundações no início do ano e carnaval.

O inesperado para o início de 2020

coronavirus china

Entretanto, olhando para a frente e de olho no presente também, este ano a grande surpresa e o que era imprevisível de se planejar se chama coronavírus.

Ele vem derrubando as ações e gerando perdas multibilionárias mundo afora e não temos uma previsão mínima do que ocorrerá nos próximos meses.

Os cenários vão dos mais apocalípticos aos mais brandos, mas independente do cenário, ambos concordam que o ano será de muita turbulência econômica, pois as perdas globais e a cadeia de suprimentos interrompida no início deste ano, não mais se recuperará para 2020.

Logo, o crescimento esperado provavelmente não virá.

Infelizmente, o cenário era bem positivo antes do aparecimento do vírus, mas agora nos parece que não apenas no Brasil, mas o mundo terá um ano complicado e de recuperação.

Eleições presidenciais americanas

Do lado político, o ingrediente que faltava (coronavírus), se junta a um cenário instável que são as eleições americanas e que também será polarizada.

Mais um motivo para que grandes corporações e a cadeia global de suprimentos segure suas iniciativas até ser mais clara a posição das eleições por lá. Até novembro, todos aguardarão o que irá acontecer.

Eleições municipais brasileiras

Se olharmos para o Brasil, as eleições municipais por aqui em outubro serão uma prova política para os três poderes, onde todos testarão quem tem força e onde.

Ou seja, uma eleição que geralmente não passa por turbulências, será o grande termômetro político para 2022.

Olimpíadas de Tóquio 

olimpíadas tóquio 2020 (1)

Fora isso, 2020 ainda passará por Olimpíadas no Japão, que rumores ainda não dão como certa por causa do coronavírus.

Resumo de 2020 – como vencer?

Para nós, 2020 que nasceu com muita esperança de crescimento e oportunidades, se transforma num ano parecido com o de 2018, com menos investimentos, com empresas aguardando (mais uma vez) para ver o que pode vir a acontecer e segurando o dinheiro para poder soltar ao menor indício de crescimento.

E é por isso, que encaramos 2020 mais uma vez como um ano que precisa ser vencido no primeiro semestre, mesmo com a incerteza, ainda que controlada (e assim esperamos que continue) do coronavírus.

O segundo semestre na nossa visão será mais complicado pelas eleições americanas e municipais no Brasil. E, passado outubro e novembro, entraremos novamente nos 3 meses de recesso brasileiro, onde pouca coisa acontece.

Oportunidades

Nestes momentos difíceis que oportunidades aparecem e a atenção precisa estar redobrada para não deixar passá-las.

Apenas lamentar não adianta e atitude positiva, foco e ação são os lemas que utilizaremos este ano, tanto conosco quanto nossos clientes que já nos procuraram para montarmos um plano de ação para 2020/2021.

Um ótimo 2020 a todos vocês

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*